Quem Somos
01 / 01

Quem Somos

Organização

A organização da ARBCAS decorre da Legislação de Fomento Hidroagricola, dos seus Estatutos e da vontade dos seus Associados.

O actual organigrama de funcionamento é o seguinte:

organig

Estatutos da ARBCAS

O organigrama de funcionamento dos serviços técnicos da ARBCAS tem procurado adaptar-se às necessidades e exigências dos regantes, mesmo tendo por limitação os condicionalismos estruturais da obras de rega.

Os serviços técnicos estão organizados do seguinte modo:

org arbcas

Hoje, com menos recursos humanos e menos custos operacionais, efectuamos um serviço mais eficiente, procurando responder às exigências dos regantes.

 

Gestão da Rega

As obras de rega geridas pela ARBCAS foram projetadas e concebidas em termos estruturais de acordo com um sistema de rega por gravidade, com regulação clássica por montante. Desta forma o sistema de distribuição de água reage em função de pedidos de água efetuados antecipadamente pelos regantes, cabendo á entidade gestora recolher os pedidos, efetuar os cálculos dos caudais setoriais e globais a fornecer, organizar as aberturas e efetuar a distribuição, diferida em 12 a 24 horas, em função das solicitações, procurando optimizar esta gestão de água por forma a que não falte nem se venha a perder pelos terminais.

Trata-se de um sistema “clássico”, ainda dos mais implantados em todo o mundo e também em Portugal, o qual está progressivamente a ser substituído por sistemas de rega por pressão, os quais reagem por jusante, em termos imediatos, aos consumos dos regantes.

As obras de rega baseadas em sistemas de distribuição por gravidade com regulação clássica por montante estão muito dependentes da presença experiência e intervenção humana, sendo de difícil automatização.

Assim, o modelo de gestão da rega da ARBCAS procura adaptar-se aos condicionalismos estruturais impostos pela forma como foram concebidas as obras, procurado maximizar a eficiência de um sistema que por norma não permitiria muita flexibilidade na sua gestão.

organi rega

 

Para um adequado planeamento da rega, considerando que a água é um recurso limitado e tendo em vista uma boa gestão da campanha de rega, todos os regantes devem efectuar uma inscrição previa, indicando as áreas e as culturas a efetuar nos prédios dos quais são titulares.

Com base nessas inscrições, sabendo-se o somatório das áreas e das culturas a regar, sabendo-se da disponibilidade de água em cada obra de rega e estimando-se o nível de perdas, com base nas médias históricas dos últimos anos, é elaborado o plano de rega.

Este documento define as regras de trabalho da ARBCAS e dos regantes, nomeadamente as dotações atribuídas em função das culturas e das áreas, bem como as regras básicas de funcionamento, tais como horários de aberturas e fechos de água, forma de efectuar os pedidos, etc.

O plano de rega é aprovado pelos sócios da ARBCAS, o que permite uma grande proximidade entre os objetivos da Associação e dos Regantes, facilitando assim a gestão da obra de rega.

 

org3      org4

Para melhorar a gestão do sistema de distribuição de água implementou-se:

  • Redefinição e optimização de cantões de rega
  • Alteração dos horárias de rega e formas de registoMelhoria do sistema de comunicações moveis (entre os funcionários da ARBCAS e entre os regantes)
  • Melhoria do sistema de comunicações terrestres (meios de transporte e rodovias rurais)
  • Sistemas de automatizações nos principais orgão e estruturas das obras (monitorizações, telecomandos)
  • Sistemas informáticos de apoio à gestão (SIG, registo e gestão de dados da rega, automatizações)
  • Melhoria do sistema de intervenção rápida de reparações


Objectivos da modernização da gestão da rega:

  • Melhorar a qualidade do serviço prestado aos regantes (maior rapidez, maior precisão)
  • Redução das perdas de água
  • Redução de custos operacionais
  • Maior interacção com os regantes

 org5        org6

  

Notas sobre o Modelo de Gestão da Rega